Emoção e afagos marcam o retorno das homenagens presenciais às figuras maternas
10 de maio de 2022 Notícias, Portal

Se os abraços e os beijos trocados eram a mais eloquente expressão do amor que os une, os olhares marejados incrustados nas expressões maternas eram a mais espontânea manifestação do encantamento experimentado. Afinal, voltando ao formato que a festividade exige, uma vez que é um convite à demonstração dos sentimentos comuns à relação travada entre mães e filhos, as homenagens prestadas pelos educandos da Escola Notre Dame Menino Jesus fizeram com que o calor humano preenchesse os diferentes ambientes de aprendizagem.

Protagonizando instantes que ficarão registrados na memória das suas figuras maternas, as crianças matriculadas na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental enfatizaram a importância de, cotidianamente, estreitar os laços criados a partir do dom da maternidade. Para tanto, apropriaram-se de canções e poemas, além de terem dado vazão às emoções por meio de produções artísticas.

Os educandos ainda proporcionaram vivências singulares às homenageadas do segundo domingo de maio. Aqueles que integram as turmas do 5° Ano, por exemplo, propuseram-se a promover uma reflexão acerca de quão zeloso é o olhar de mãe. Por isso, convidaram-nas a participar de uma dinâmica, na qual tiveram seus olhos vendados e foram conduzidas pelos filhos. “Nós pensamos em oportunizar um momento em que elas, que incansavelmente se preocupam em guiar e orientar as crianças, percebessem o valor de sentir-se cuidadas”, explica a educadora Ilaine Raiter.

Ao permitirem que a comoção escorresse pelas suas faces, fosse durante essa ou as tantas outras atividades pensadas para que desfrutassem da cumplicidade dos estudantes, as figuras maternas externavam a sua felicidade. “Depois de dois anos, foi muito emocionante ver minhas três filhas felizes, interagindo com amiguinhos e professores para me homenagear, revela Adriana Silva.

Tal sentimento, contudo, não foi experimentado apenas pelas mães. Para Augusto Rosso da Silva, matriculado no 5° Ano do Ensino Fundamental, a homenagem foi um momento de troca de afeto. “Nas últimas semanas, a minha mãe está passando bastante tempo no hospital, cuidando da minha avó. Então, a gente pôde matar um pouco da saudade”, comenta.

Acesse as galerias fotográficas:

Educação Infantil
Ensino Fundamental I