Contação de Histórias: um instrumento de promoção da leitura
12 de abril de 2021 Notícias, Portal

O projeto “Contação de Histórias” volta a intensificar a presença das narrativas literárias na rotina das crianças matriculadas na Educação Infantil e no Ensino Fundamental I da Escola Notre Dame Menino Jesus. Afinal, idealizadas para estimular o hábito de ler, as interpretações protagonizadas semanalmente pelos assistentes de biblioteca da instituição de ensino encontraram, na tecnologia, o subsídio necessário para que, diante do ensino remoto, sigam conduzindo os educandos pelo universo dos livros.

Dessa forma, como esclarece a responsável pela iniciativa, Monica Lubian, ela se mantém como um instrumento capaz de favorecer a ampliação do repertório linguístico e cultural, o desenvolvimento do senso crítico e a habilidade de compreensão de si  e do mundo. “Quem ouve histórias aprimora a capacidade de entender e imaginar. Além disso, tal escuta cria condições para que as crianças expandam os limites do seu mundo simbólico e desenvolvam a consciência acerca das próprias emoções”, destaca.

10 (Copy)Para contar as tramas que, escolhidas tendo em vista a faixa etária dos educandos, ainda norteiam atividades pedagógicas que exploram as diferentes linguagens, a equipe da Biblioteca Pequeno Sábio apropria-se das funcionalidades do Google Meet e debruça-se sobre narrativas disponíveis na Árvore de Livros – plataforma de leitura digital adotada pela Rede de Educação Notre Dame, a fim de promover o acesso às mais diversas experiências leitoras.

Sobre a Árvore de Livros:

Dispondo de um acervo composto por mais de 30 mil títulos – os quais são disponibilizados aos estudantes de acordo com a etapa de ensino em que se encontram -, o seu ambiente gamificado ainda estimula as crianças a manterem um contato mais frequente as obras. Afinal, à medida que lê, o usuário conquista as moedas que lhe permitirão adquirir as sementes necessárias para contribuir com o reflorestamento de uma área desmatada. Além disso, a cada dia que ele deixar de ler, perde parte da água utilizada para garantir que elas germinem e, também, para que as plantas sigam se desenvolvendo.